RESENHA - Amy e Matthew de Cammie McGovern

06:50:00


SINOPSE: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos. Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa. Á medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou. E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.


Natalia:  O livro mostra que o amor é a base de tudo e as diferenças são superadas. Amy enquanto tinha paralisia  cerebral  ainda sim enxergava  um mundo melhor, não se lamuriava.  Ela é  uma personagem extremamente desenvolvida, mas um tanto infantil  pela criação que recebeu. Ela é  corajosa e forte, além de ser doce.
Já Matthew  é carismático,  principalmente pelas atitudes altruístas. O personagem dele é difícil, seu TOC deixa os capítulos pesados e mais ansiosos.
 Os personagens envolta  da história dos dois são bem reais aos modelos de pessoas que temos no nosso dia-a-dia.
O Livro ensina muito mostrando a perspectiva de quem vive com TOC  e paralisia cerebral,  que não importa a dificuldade que eles possuem, tudo pode ser superado  dando amor, compreensão, cuidado.


• Cammie McGovern é uma das fundadoras do Whole Children, uma instituição que oferece aulas extras e programas de auxílio para crianças com necessidades especiais. • Amy e Matthew é o seu primeiro livro destinado ao público jovem adulto. •

"Aprendi a não julgar as pessoas por suas limitações, mas pela maneira como avançam alem delas."

Para quem leu  "As vantagens de ser invisível", "A culpa é das Estrelas", entre outros,  e gostou, o livro tem a mesma pegada. Vale a pena ler. Leitura  construtiva de  pensamentos e idéias sobre o tema.

Beijos.

You Might Also Like

0 comentários